Desenvolvedor de ‘Scorn’ diz que jogos Cross-Gen limita os jogos no Xbox Series X

O hardware mais fraco ditará limitações no mais forte.

Scorn é um dos primeiros jogos exclusivos revelados para o Xbox Series X e a Ebb Software tem falado sobre o seu título e da experiência de trabalhar num console de próxima geração, neste caso, da Microsoft.

Na mesma entrevista na qual comentou que o Xbox Series X é muito poderoso e permite paridade com o PC (Scorn também terá versão PC), Ljubomir Peklar, diretor de Scorn, foi questionado sobre o que representa o poder do novo hardware em termos de FPS e o que podem esperar dos 60 FPS.

“Se os programadores decidirem criar jogos apenas para o novo hardware, então certamente terá vantagens comparado com um jogo cross-gen. O escalonamento tem o seu limite, mas não indefinidamente, antes de começar a ter má performance no hardware mais inferior e limitar o que pode ser feito no hardware superior.”

“Pelo outro lado, os teus novos e bonitos gráficos vão, provavelmente, ter mais uma vez como custo o FPS,” continuou Peklar.

“Depende do que preferes. Se os jogos cross-gen optarem por 60 FPS na próxima geração, penso que é preferível. Se simplesmente optarem por maior fidelidade gráfica e 30 FPS, então terias melhores resultados se o jogo fosse construído de raiz para o novo hardware. Em termos ideais, você quer um jogo a 60 FPS construído para a próxima geração, mas essa parece a opção menos provável.”

Os responsáveis por Scorn optaram por não desenvolver uma versão Xbox One e isto poderá ajudar a explicar o porquê.

Fonte:eurogamer