Siga-nos:

Valve quer trazer o Steam para os consoles Xbox

A palavra Steam é familiar? Não se trata apenas de vapor em inglês, pois esse termo ganhou um novo significado, se tornando algo tão grande e essencial quando se trata para jogos de computador. Isso mesmo! Steam, criada pela Valve Corporation, é a maior plataforma de jogos de computador do mundo, segue firme e forte desde de 2003, propondo uma coleção avassaladora de jogos de todos os tipos, até exclusivos de jogos de console já estão dando as caras, além disso, a vasta comunidade e inúmeras funções que beneficiam tantos os jogadores quantos os desenvolvedores. Por fim, o Steam se tornou um estilo de vida pra lá de único e totalmente indispensável para os jogadores.

Por outro lado, temos o Xbox, criada pelas mãos da Microsoft, a gigante da tecnologia de software e hardware, surgiu para competir de frente com a Sony e seu Playstation, tendo vitórias e derrotas, mas neste atual momento, com eventos extraordinários ocorrendo ao seu favor, possui uma iniciativa gigantesca com uma vasto números de desenvolvedoras de todos os tipos e estilos ao seu favor, com uma line-up de causar inveja. Atualmente está vindo com tudo com os seus Xbox Series X e S, já conseguiu ganhar muito terreno, mesmo com a escassez causada pela pandemia.

Mas qual o motivo dessas duas serem citadas? Bom, com eventos não tão recentes entre a Valve e Microsoft, surgiu algumas sinergias pra lá de interessantes. Já que a Valve é a mais dominante nos jogos de PC graças a sua plataforma, a Microsoft vê como uma oportunidade perfeita em por seus títulos exclusivos (quase todos) nessa plataforma, por já conter uma base de jogadores enorme e de todos os gostos possíveis. Foi algo extraordinário ver Halo Master Chief Collection no Steam, se tornou algo surreal ver uma franquia que moldou o Xbox até os dias de hoje dando as caras para conquistar um público mais eclético. Como não parou nisso, Microsoft vem lançando novos títulos de forma simultânea tanto em seu console quanto na plataforma parceira da Valve, até mesmo futuros títulos já foram confirmados, como o Starfield, que infelizmente sofreu adiamento.

Como o título já diz, quais benefícios ou consequências esse tipo de evento inusitado arrecadaria? No direto ao ponto: dinheiro! Para outros, pode ser uma série de eventos positiva, mas vamos pensar, como seria adaptar um sistema baseado em Linux em um console? Além desse tipo de SO ser open-source e gratuito, é menos burocrático em querer modifica-lo para ser adptado a um hardware. Não é novidade em ver o Windows como o SO doméstico predominante, mas a Valve gosta de ver o Linux como uma oportunidade divertida e diferente para se trabalhar, e o mais importante, plausivelmente mais otimizado para jogos. Já foram feitos inúmeros testes em jogos rodando no Steam Deck, para quem não sabe, é o novo PC portátil da Valve que causou ótimas impressões devido a sua potência em rodar jogos pesados como God of War, Elden Ring, RDR2 e etc, pois com esses jogos foram comparados como cada um se comportaria com o SteamOS 3.0 (baseado em Linux) e Windows dentro do hardware da Valve, bom, o resultado foi óbvio, Linux saiu como a melhor beneficiadora para os jogos devido a sua otimização por software.

Mas se essa parceria realmente acontecesse, a Microsoft teria disposição em criar drivers para os seus consoles da atual geração só para implementar o SteamOS 3.0 e por fim o aplicativo do Steam? Sinceramente, Microsoft sem dúvida nenhuma, tem recursos e poder para isso, só basta querer, mas pode ser pensado como uma forma super eficiente em estimular a venda de novos consoles. O Aplicativo nativo do Xbox é bem simples, mas tem limitações por inúmeras faltas de ferramentas e recursos para que possa sim se igualar ao Steam que está a anos luz a frente, mas como a Xbox Game Studios já está lançando seus first parties pro Steam, por que não? Os jogadores terão o maior proveito possível em questão de comunidade, em vez de apertar o botão de Play e jogar o seu Halo Infinite por exemplo, mas dentro do ambiente Steam, é possível compartilhar fotos, discutir na comunidade de cada jogo de forma individual, suporte ao Workshop, customizar perfil, e muitíssimas outras funções já conhecidas e apreciadas pelos jogadores.

Recentemente, o Lord da Valve, Gabe Newell, respondeu em uma entrevista que estaria totalmente interessado em ajudar a Microsoft a implementar o serviço deles em sua Steam, o tão famoso Xbox Game Pass (PC Game Pass, já que estamos falando do ambiente PC). É inquestionável que uma resposta dessas é a porta aberta pro um serviço tão cobiçado pelos jogadores dentro do Steam, que seria transformar o mega paraíso em um ultra paraíso, só basta o atual chefão da divisão Xbox, Phil Spencer, mover as peças do xadrez e dar um possível xeque-mate na rival Playstation, que aos poucos avança com coragem em por seus exclusivos no Steam também.

Por fim, é um questão de investimento, pois é indubitável que seja um benefício gigantesco para nós jogadores, além de transformar o Xbox Series X/S em um possível PC de Sala sem ter que comprar os jogos novamente, já que estão atrelados a uma conta Steam. E se o serviço Game Pass ainda for implementado dentro do Steam, haveria um crescimento gigantesco de assinantes novos, pois já que tem o EA Play nela, por que não o PC Game Pass? O que vocês acham? Microsoft e Valve de mãos dadas seria uma vitória suprema para os consumidores e desenvolvedores? Ou tudo precisa ser separada pois a palavra exclusividade é o que mais importa?

Fonte:gamevicio