Siga-nos:

Ubisoft está disposta a avaliar possíveis ofertas de compra da empresa

Conhecida por seus hábitos de sempre permanecer independente, a Ubisoft Entertainment informou uma possível mudança desses planos durante sua mais recente teleconferência de resultados financeiros do último trimestre fiscal.

Durante a ocasião, onde a empresa revelou quais jogos planeja lançar para o ano de 2022 e início de 2023, Yves Guillemot, CEO da Ubisoft e principal acionista da empresa, informou que eles estão dispostos a avaliar ofertas de compra da empresa por parte de gigantes da indústria, apesar de frisar que no atual momento, a editora “consegue permanecer independente”.

Essa é uma contramão bastante interessante, em vista que nos últimos 20 anos, várias empresas tentaram adquirir a Ubisoft e suas operações terminaram sendo falhas, uma vez que a empresa lutou para não ser comprada. Basta lembrar das ofertas de aquisição hostil por parte da Vivendi (em 2016) e Electronic Arts (em 2005).

No discurso corporativo, Guillemot disse que a empresa tem um grande leque de IPs (jogos e tecnologias) que serviriam de grande potencial caso eles encontrem o parceiro certo que se oferecesse a adquirir a editora. Localizada na França, a Ubisoft emprega mais de 18,000 funcionários e opera 45 estúdios de jogos globalmente.

A empresa atualmente tem a Família Guillemot como maior acionista, que possui 18.5% das ações, enquanto a Tencent tem pouco mais de 5% das ações da Ubisoft. Esse anúncio surge semanas após as surpreendentes aquisições da Zynga pela Take-Two (US$ 12,7 bilhões), Activision Blizzard pelo Xbox (US$ 68,7 bilhões) e Bungie pela PlayStation (US$ 3,6 bilhões).

Nos dias de hoje, a Ubisoft tem um valor de mercado estimado em pouco mais de US$ 5 bilhões, valor em abaixo do que a empresa continha em 2019 (quase US$ 11 bilhões). Isso aconteceu devido a todas polêmicas envolvendo a empresa nos últimos 2 anos, o que geraram inúmeros processos judiciais, perda de mentes criativas em seus estúdios, e consequentemente, baixo número de vendas em seus jogos.

Fonte:gamevicio