Serviço como o Xbox Game Pass não faz sentido econômico para a Sony, diz Miachel Patcher

Ele diz que muito se deve ao fato de que o modelo da Microsoft se deve ao seu maior número de dinheiro para investir

A Microsoft está claramente colocando a maior parte de seus ovos na cesta do Xbox Game Pass, na tentativa de fazer do serviço de assinatura a peça central de sua estratégia de negócios no futuro. Claro, com o sucesso e os elogios que eles receberam graças ao Xbox Game Pass, perguntas foram feitas mais do que algumas vezes se seus concorrentes – ou a Sony, mais especificamente – tentarão algo semelhante.
De acordo com o analista da indústria Michael Pachter, da Wedbush Securities, no entanto, isso pode não ser um movimento que faça muito sentido comercial para a Sony.
Falando recentemente em uma entrevista ao GamingBolt, quando questionado sobre se ele acha que a Sony terá algo pronto para combater o Game Pass, ou se eles ainda precisam fazer isso, Pachter observou que eles já têm o PlayStation Now, mas não compete com o serviço do Xbox porque não tem tantos novos lançamentos em seu catálogo.
Quando questionado se a Sony algum dia terá algo como Game Pass em seu arsenal, Pachter disse:

Bem, eles têm, apenas não o comercializam muito bem. Eles têm o PS Now, simplesmente não têm tantos jogos e não colocam seus novos lançamentos lá. E esse é o problema, que a assinatura deles não tem novos lançamentos, e a da Microsoft tem.

Pachter, no entanto, disse que de qualquer forma, um serviço de assinatura como o Game Pass – que ele não acha que dá muito dinheiro para a Microsoft – não faria tanto sentido econômico para a Sony:

“A questão é: a Sony seguirá o caminho da Microsoft? Não tenho certeza se a Microsoft ganha dinheiro com esse modelo, então acho que pode ser uma má decisão de negócios.”

“Quer dizer, a Microsoft tem muito dinheiro no banco, então eles podem fazer o que quiserem, mas a Sony não tem tanto. Portanto, para dar crédito à Sony, acho que eles são muito bons empresários e tomam decisões de negócios inteligentes.”

“Sendo assim, deve haver uma razão para eles não terem feito isso ainda, e essa razão provavelmente é porque não faz tanto sentido econômico.”

Na mesma entrevista, Pachter também nos falou sobre o crescimento next-gen do Xbox, a aquisição da Bethesda pela Microsoft, como ele acha que a Sony poderia hipoteticamente responder a isso, o que ele pensa do PS5 Digital Edition e muito mais.
A entrevista completa com Michael Pachter irá ao ar em breve, então fique atento para isso.