Siga-nos:

SEGA deixa oficialmente mercado de fliperamas no Japão depois de 50 anos

Os dias passados não serão esquecidos.

Os fliperamas da Sega são um marco nas cidades japonesas há mais de meio século. Agora, a empresa anunciou que está deixando o negócio de arcade para sempre após 56 anos. A Sega começou a se desfazer de seus negócios de arcade em 2020, quando a pandemia atingiu fortemente a indústria. Ela fechou um de seus fliperamas mais icônicos em 2020 e vendeu 85% de suas ações no negócio de fliperama do Japão para a Genda. Agora, está vendendo as ações restantes para a empresa e saindo completamente do mercado.

Os fliperamas da Sega no Japão agora serão renomeados para GiGo, que é um acrônimo para “Get into the Gaming Oasis”. A remoção do nome ‘Sega’ mudará a paisagem das cidades japonesas, pois os fliperamas com o nome Sega se tornaram famosos por si só. Os arcades da Sega podem ser vistos em uma variedade de jogos ambientados no Japão, como a série Yakuza e Akiba’s Trip.

A indústria de fliperama no Japão continuou a ser incrivelmente popular. O Japão nunca viu o declínio acentuado do arcade que outros países viram. Enquanto os jogadores de outros países mudaram para consoles domésticos no final dos anos 80 e início dos anos 90, os jogadores japoneses continuaram apreciando ambos. Em qualquer noite, os fliperamas nas cidades japonesas estão cheios de jogadores até hoje. Dito isso, o setor vem sofrendo um lento declínio no país. Esse declínio parece ter sido acelerado pela pandemia. Como muitas outras opções de entretenimento, os fliperamas foram fechados periodicamente no Japão, pois o COVID surgiu no país em momentos diferentes. Quando a Sega vendeu os primeiros 85% de suas ações para a Genga em 2020, a empresa citou “perdas extraordinárias” naquele ano como um dos motivos.

Como a Sega agora está vendendo suas ações restantes no negócio de arcade, não deve esperar uma reviravolta significativa nas fortunas da indústria de arcade japonesa.

Fonte:gameranx