Sea of Solitude é uma experiência marcante sobre ansiedade e depressão

Até onde os jogos podem separar histórias e situações fictícias, da realidade? Sea of Solitude leva essa experiência ao limite ao tratar os temas depressão e ansiedade sem medos ou barreiras de expressar todos os traumas desses distúrbios.

No controle da personagem Kay, uma garota com características monstruosas, você a controla por um mundo aquático, tomado pela escuridão,que na verdade são retratos do interior fragilizado e quebrado da personagem. Mas Sea of Solitude é muito mais do que aparenta ser as primeiras vistas, pois logo percebemos os conflitos internos e traumas profundos que a personagem sofre. O jogador irá passar pela infância traumatizante de Kay com suas amizades, sua adolescência problemática com seus pais e relacionamentos ,até terminar na trágica fase adulta, culminando em um final que certamente irá impactar o jogador.

O maior destaque de Sea of Solitude fica por sua parte visual e sonora, cada cenário e fase da vida de Kait, é moldada com cenários únicos e com seus próprios monstros que são o subconsciente dos traumas e conflitos da personagem, proporcionando uma experiência impactante e única em um jogo desse gênero. Isso somado a uma trilha sonora que dá o tom de profundidade e imersão em cada cenário, completa a profundidade da jornada.

Sea of Solitude é sem dúvida um dos mais belos Indies de 2019, uma jornada que todos os jogadores devem conhecer,principalmente aqueles que lutam contra os mesmos conflitos abordados no jogo.