Relembrando o Xbox 360, o console que colocou a Microsoft de vez na disputa pelo mercado de games

Todos os seus altos e baixos

O Xbox 360 representa um momento especial nos jogos. Quando a Internet começou a decolar de verdade, a Microsoft veio à tona com sua conectividade projetada para um console na forma da Xbox Live.

A era do Xbox 360 também representa algumas das franquias de jogos favoritas de todos os tempos para muitas pessoas, em uma época em que jogos como serviço não haviam tirado toda a atenção das grandes publishers. Jogos como Dead Space, Mass Effect, Dragon Age: Origins e muitos, muitos mais absorviam centenas de horas do seu tempo.

Aqui está uma pequena retrospectiva do Xbox 360, relembrando todos os altos e baixos.

Chegou com tudo

Clique para ver a imagem em tamanho original

A Microsoft posicionou o Xbox 360 de uma maneira quase impecável, aproveitando a complacência da Sony, que ainda estava surfando no sucesso do bem-sucedido PlayStation 2. O PlayStation 3, em comparação, era mais caro, embora, sem dúvida, mais voltado para o futuro. Tinha um drive de Blu-ray, numa época em que existiam poucos Blu-rays. Ele tinha WiFi integrado, numa época em que o WiFi doméstico não era popular como é hoje. Também possuía uma arquitetura cara e altamente personalizada, o que levou a um preço inflado.

Shuhei Yoshida, da Sony, descreveu a revelação de preço do PlayStation 3 como um “momento horrível” em uma conferência de desenvolvedores em 2018. E, de fato, foi o passo em falso que deu ao Xbox uma chance real de atingir o mainstream.

O Xbox 360 foi lançado um ano antes do PlayStation 3, o que deu uma grande vantagem na criação de uma base de usuários. O design do Xbox 360 também permitiu alcançar um preço muito mais baixo no varejo. O Wi-Fi era opcional, por meio de um acessório vendido separadamente, e o Xbox 360 usava o DVD de camada dupla como mídia principal, tornando-o mais barato, e que para a época era o suficiente para comportar os jogos, que ocupavam em média 7 GB. A Microsoft inovou de outras maneiras, aproveitando a conectividade em rápida expansão devido ao crescimento das redes de banda larga, criando efetivamente todo o console e seus jogos em torno deste serviço que definiu o setor conhecido como Xbox Live.

Inovações do Xbox 360

Clique para ver a imagem em tamanho original

Embora as principais inovações da Microsoft em torno da Xbox Live tenham começado no primeiro Xbox, foi realmente no Xbox 360 que a Live alcançou a sua popularidade. O bate-papo através da Xbox Live, incentivando o engajamento e recursos e serviços completos de mensagens, permitindo que os jogadores compartilhem suas experiências em tempo real (ou xingamentos), e o Xbox Live Achievements (as conquistas), que é praticamente encontrado em todas as plataformas concorrentes hoje em dia.

A velocidade com que a Microsoft expandiu a Xbox Live superou totalmente seus rivais. A Sony praticamente se recuperou completamente agora, mas a Nintendo ainda está muito atrás das outras duas, nem mesmo capaz de oferecer recursos básicos, como mensagens. O fornecimento de identidade da Microsoft na forma de Gamertags, tornando-se uma das primeiras plataformas a adotar o Netflix e outros serviços de streaming como um centro de mídia, e até coisas tão óbvias quanto as listas de amigos se tornaram o padrão na indústria, devido ao ritmo de inovação que ocorreu na divisão Xbox.

Ao nível de software, parecia que a Microsoft não fazia nada de errado. À medida que a PlayStation Network da Sony crescia, acabou sendo surpreendida por uma grande e notória violação de segurança em 2011, o que apenas aumentava a ideia de que a Xbox Live era a “rainha” dos serviços online.

Como todos sabemos, nem tudo foram flores para o Xbox 360.

E então, o Anel Vermelho da Morte (3RL)

Clique para ver a imagem em tamanho original

Alguns anos depois, os jogadores começaram a perceber que seus consoles Xbox 360 estavam começando a falhar, quase em simultâneo. O aviso de falha passou a se tornar um meme notório, apelidado de “Anel Vermelho da Morte”, ou 3RL, para abreviar. Os consoles com esse problema exibiam três círculos vermelhos ao redor do botão de energia, indicando uma falha total no sistema.

A 3RL era o pior cenário tecnológico para qualquer empresa de eletrônicos. Uma empresa menor poderia ter sido enterrada por causa disso. Todos os consoles Xbox 360, praticamente, eram suscetíveis ao Anel Vermelho da Morte, levando o então Peter Moore a pedir mais de um bilhão de dólares ao CEO Steve Ballmer para corrigir o problema. Moore relatou a calamidade em uma entrevista anterior (via Eurogamer):

“Ele disse: ‘Quanto vai custar?’ Lembro-me de respirar fundo, olhando para Robbie e dizendo: ‘achamos que são US$ 1,15 bilhão, Steve’. Ele disse: ‘faça’. Não houve hesitação. “[…]” Estou pensando, estou prestes a quebrar as ações da Microsoft.”

“Foi esse momento de decisão que Steve Ballmer teve, que eu nunca esquecerei. Ele nem sequer pensou duas vezes em gastar US$ 1,15 bilhão para proteger uma marca que provavelmente vale três ou quatro vezes mais que hoje. O Xbox One não teria existido.”

Mais tarde, a Microsoft lançou várias revisões de hardware que resolveram as 3RL, e o investimento de Ballmer em salvar a marca Xbox deu grande resultado, com as ações da Microsoft se mantendo firmes. De fato, levou à potência que o Xbox é hoje, com Minecraft e serviços crescentes como o Xbox Game Pass, inundando o Xbox com um dinheiro que nunca teve antes.

Um legado de jogos incríveis

Clique para ver a imagem em tamanho original

O Xbox 360 foi marcado por uma enorme variedade de jogos incríveis, com muitas franquias não recebendo continuações até hoje, como Dead Space, Ninja Gaiden, Bioshock, Silent Hill e GTA.

A BioWare lançou grandes jogos, como Mass Effect 2 e Dragon Age: Origins. Ambas as franquias tomaram caminhos diferentes na geração Xbox One e PS4. Ainda assim, parece que hoje em dia a EA está voltada para jogos como serviço, com um retorno do investimento mais garantido o possível. Há rumores de novos títulos de Mass Effect e Dragon Age em desenvolvimento, mas ainda temos que ver se eles irão se materializar.

Clique para ver a imagem em tamanho original

Além disso, o console teve vários jogos lendários, como Elder Scrolls V: Skyrim, Deus Ex Human Revolution, Battlefield Bad Company 2, Gears of War, XCOM: Enemy Unknown, Halo Reach, Alan Wake, Batman Arkham City, Assassin’s Creed 2, Red Dead Redemption e muitos outros jogos que com certeza vocês passaram centenas de horas jogando.

Uma das grandes vantagens do Xbox One é a possibilidade de homenagear essa biblioteca de jogos através da retrocompatibilidade, que seguirá com o Xbox Series X. Realmente o Xbox 360 teve um catálogo de jogos fantástico.