Siga-nos:

Rare fala sobre sua missão de inovar e criar jogos que o mundo não tem

Estúdio diz que possui várias equipes criando diferentes histórias e mundos ricos e interessantes para os jogadores

Depois de alguns anos em hiato e um pouco fora de destaque, a Rare Ltd. voltou, com 2015 trazendo sua aclamada coletânea Rare Replay, em 2018 lançando sua Nova IP de maior sucesso, Sea of Thieves, que demorou um pouco para engrenar, mas que hoje se tornou um grande sucesso, e forjando seu mundo mágico, Everwild.

A Rare veio recuperando mentes antigas e colocando seus antigos diretores de volta no topo, tendo exemplos como Gregg Mayles, criador e diretor de Banjo-Kazooie, Kameo Viva Pinata no papel de diretor criativo, além de designer dos Donkey Kong Country. Louise O’Connor, a designer e uma das mentes principais por trás de Conker’s e Perfect Dark também ganhou mais liderança, agora como produtora executiva.

Em recente entrevista com a MCVUK, a Rare falou sobre suas novas ambições, de criar mais obras originais, trazendo inspiração e inovação para a indústria de jogos. Eles descrevem como ”a missão da Rare é criar jogos que o mundo não tem”, dando ênfase ao que já afirmaram para Everwild, uma obra com propósito de trazer originalidade.

O estúdio também destacou que possui vários times trabalhando em diferentes mundos, histórias, e todas com o desejo de formar mundos ricos e interessantes para os jogadores, inspirados na cultura original da Rare.

“A missão da Rare é criar jogos que o mundo não tem e, para isso, precisamos fazer da Rare o lugar mais empolgante e inovador para trabalhar.”
”Diversas equipes com experiências e histórias diferentes ajudarão a formar mundos únicos e interessantes para os jogadores.”

Everwild, a próxima obra da Rare, está em desenvolvimento exclusivo para Xbox Series X/S e Windows 10.

Fonte:mcvuk