Siga-nos:

PlatinumGames diz que está falando sério sobre Microsoft ressuscitar Scalebound

O diretoe criativo e designer-chefe da PlatinumGames, Hideki Kamiya, disse que está falando “totalmente sério” em relação aos comentários recentes sobre ressuscitar o Scalebound, um exclusivo de Xbox One cancelado em 2017.

Na semana passada, Kamiya atraiu grande atenção da imprensa depois de dizer ao IGN Japan que gostaria de abrir discussões com a Microsoft sobre a possibilidade de revisitar o RPG de Ação, que foi planejado como um dos grandes exclusivos para o lançamento do Xbox One X, mas acabou sendo cancelado.

“Trabalhamos muito nele, e não adianta a Microsoft manter o jogo em sua forma atual, então gostaríamos de fazer algo a respeito”, disse ele. Kamiya acrescentou: “Phil! Vamos fazê-lo juntos!”

Solicitado a elaborar os comentários em uma entrevista da VGC que será publicada em breve, o recém-promovido vice-presidente da PlatinumGames afirmou que não estava brincando sobre revisitar Scalebound.

“Acho muito estranho porque, para ser honesto, estive em muitas entrevistas desde que o projeto terminou e sinto que já disse muitas vezes que adoraria poder trazê-lo de volta”, ele disse.
“Tendo chegado a algum lugar com isso, como criador, gostaria de vê-lo até o fim. E ouço fãs dizendo que realmente querem jogar esse jogo, o que é muito ruim, e quero dar isso a eles quando ouvir isso.”

Ele acrescentou:

“Isso é algo que eu pensei que estava dizendo, ou eu estava tentando dizer há anos. Eu já disse isso em entrevistas antes e não obtive nenhuma reação, mas agora finalmente tive uma grande reação, e fiquei feliz em ver isso. Mas não, não é uma piada: estou falando sério sobre isso, sim.”

Questionado se a Platinum já estava conversando com a Microsoft sobre Scalebound, Kamiya respondeu:

“Não posso confirmar ou negar nada, mas podemos estar conversando com a Microsoft. Mas também poderíamos estar conversando com a Nintendo, Sony, Capcom, Konami ou qualquer um!”

Tanto o Xbox quanto a PlatinumGames já deram explicações sobre o que aconteceu com Scalebound, mas nos últimos meses Kamiya assumiu a responsabilidade exclusiva pelo cancelamento do projeto.

Em um vídeo no canal Cutscenes do YouTube publicado em novembro, Kamiya culpou a inexperiência da Platinum em trabalhar com jogos movidos a Unreal Engine e os recursos online ambiciosos do jogo como as principais razões para o cancelamento de Scalebound.

Fonte:gamevicio