Phil Spencer tem interesse de reviver a franquia MechAssault no Xbox Series X

E fala sobre a disputa de Cross-Play

Phil Spencer participou de um podcast de uma hora com o IGN Unlocked (episódio 437), onde o chefe de jogos da Microsoft investigou um grande número de tópicos, como o preço do Xbox Series X, a inevitável comparação com a revelação tecnológica do PlayStation 5, e muito mais.

Por exemplo, na crescente expansão de recursos como crossplay, cross buy e cross save, Spencer comentou que a batalha ainda não foi vencida, pois esses recursos (que a Microsoft acredita que deveriam ser obrigatórios no ano de 2020) não foram implementados em todos os jogos até agora.

Eu vou dizer que meio que volta ao sentimento, você deve poder jogar com as pessoas com quem deseja jogar. E se podemos apoiar isso, e podemos ser advogados e campeões por isso, ótimo. Tim Sweeney tem estado por aí se esforçando bastante nisso. Achamos que Cross-Play, Cross-Save e Cross-Buy são coisas que as pessoas devem esperar neste ano com as moedas e economias digitais existentes, mas sim, eu me sinto muito bem que o Cross-Play que cresce em popularidade. Ainda não o vejo em todos os lugares, então a batalha não está ganha.

Mais tarde na entrevista, Spencer foi questionado sobre qual IP do portfólio da Microsoft ele estava pessoalmente interessado em trazer de volta, e ele não hesitou em responder.

MechAssult, isso é fácil. Eu acho que, do ponto de vista dos direitos, é um pouco confuso, pois há outras pessoas trabalhando nos jogos, mas penso no MechAssault. Os IPs que Jordan Weisman criou, Crimson Skies, Shadowrun e MechAssult são apenas histórias e personagens muito profundos e ricos para serem ignorados e acho que seria muito legal em algum momento se pudéssemos fazer algo com isso.

Obviamente, eu escolheria algo em que não estamos trabalhando agora, para focar apenas nesse tipo de IP, mas sim, isso é muito fácil para mim, porque eu só vou de MechAssault, como se eu pudesse aceitar a coisa toda de volta, eu apenas acho que existe um lugar incrivelmente rico lá para alguém criar. Talvez um dia encontremos todos os direitos alinhados da maneira certa.

Muitos jogos ambientados no universo BattleTech foram lançados nos últimos anos, desde o jogo de estratégia baseado em turnos BattleTech (desenvolvido pela Harebrained Schemes, cujo fundador não é outro senão o criador da IP, Jordan Weisman) até o jogo de tiro em primeira pessoa MechWarrior 5: Mercenaries. Nenhum deles, no entanto, teve qualquer envolvimento da Microsoft, ela é dona da IP, porém licenciou para essas empresas usarem o Universo da franquia.

Fonte:wccftech