Siga-nos:

Phil Spencer pede para jogadores respeitar trabalho dos estúdios de jogos

Um dos maiores triunfos da 25° edição do D.I.C.E. Awards realizado pela Academia de Artes & Ciências Interativas (AIAS) na última semana foi a entrega do prêmio de Conquista Vitalícia (Lifetime Achievement), cujo foi dado por Todd Howard a Phil Spencer, uma grande homenagem que celebrou as grandes conquistas dentro do executivo da Microsoft no ramo de jogos e todas as inovações demonstradas pelo líder ao longo dos anos.

Após receber o prêmio, o CEO de Xbox na Microsoft Gaming conversou com a IGN, comentando os resultados alcançados até agora e, acima de tudo, enviando uma importante mensagem a todos os jogadores.

“Continue tocando e fazendo sua voz ser ouvida, tentando entender o poder da criatividade e das comunidades”, Spencer pede aos fãs.
“Respeite os criadores, acho que acontece com muita frequência que as criações dos estúdios [sejam da Microsoft ou de qualquer outra empresa] são usadas como armas em confrontos entre diferentes plataformas.”

Phil Spencer diz que discursos no estilo “guerra de consoles” são coisas banais, e pede para que a comunidade de jogadores se foque em jogar e observar a beleza nos videogames atuais, cujo só pôde ser obtida através do talento dos desenvolvedores e a beleza de suas produções.

“Quando vejo alguém que é corajoso o suficiente para criar algo que as pessoas então joguem, analisem e falem sobre isso, devemos comemorar o fato de que tantos grandes jogos vêm de tantos grandes criadores, estabelecendo as bases para o futuro desta indústria.”

A carreira de Phil Spencer também foi coberta com enormes detalhes e pontos altos e baixos pelo The Wall Street Journal (WSJ), onde ele explica como foi o cérebro por trás de sucessos como o Xbox Game Pass, cujo originalmente foi rejeitado pelos altos escalões da Microsoft.

Fonte:gamevicio