Ori and the Will of Wisps foi feito com 80 pessoas trabalhando em casa

Em uma entrevista com a Games Industry, a produtora Moon Studios revelou que Ori and the Will of Wisps foi feito em sua maioria, em casa com 80 desenvioladores trabalhando de pijama. De acordo com a empres,a trata-se de uma estratégia abordada, que até agora, deu muito certo:

“Não foi algo que planejamos necessariamente. Mas, no final, tornou-se uma estratégia muito bem-sucedida para nós, porque poderíamos contratar as pessoas mais talentosas do mercado. Contratamos pessoas longe da Blizzard, da Riot, da Disney e assim por diante. … e o argumento que fizemos foi simplesmente: “Ei, temos um salário mais ou menos, mas o bom é que você pode trabalhar em casa”. As pessoas não precisaram se mudar para o emprego. Fazer isso realmente ajudou poderemos atrair esse pool de talentos.

“O objetivo todo era criar essa equipe de elite. Esse louco conglomerado de talentos que está espalhado por todo o mundo, que você nunca chegaria a outro estúdio. Seria simplesmente impossível. Você tem grupos de talentos como em Los Angeles. Mas mesmo assim, você está se despedindo de todos os talentos europeus. Os EUA se deram um tiro no pé um pouco por causa da dificuldade em obter um visto, porque você pode ter pessoas extremamente talentosas na Europa que simplesmente não conseguem visto de trabalho. Não temos nenhum desses problemas.”

Avançando cinco anos para a sequência, Ori e a Vontade do Wisp, e o desenvolvedor Moon Studios ainda é um desenvolvedor de jogos totalmente distribuído. A diferença agora é que a empresa agora possui mais de 80 membros de 43 países diferentes.

Tradução da fonte:gamesindustry