Siga-nos:

Ori and the Will of the Wisps terá grandes lutas contra chefes, missões opcionais, elementos de RPG

Ori and the Will of the Wisps, a sequência do aclamado jogo ‘Metroidvania’ Ori and the Blind Forest (produzido pela Moon Studios), está prestes a ser lançado no PC e Xbox One.

Ori and the Will of the Wisps, que ganhou o Prêmio Wccftech como o Jogo de Plataforma Mais Aguardado da equipe e da comunidade, será lançado em 11 de março. Os jogadores terão muitas opções de onde obtê-lo entre o Xbox Game Pass, Steam e a Microsoft Store.

A sequência parece ambiciosa, como os desenvolvedores disseram anteriormente que Ori and the Will of the Wisps será cerca de três vezes maiores que o primeiro jogo. Além disso, em uma nova entrevista publicada hoje no Metro GameCentral, o produtor sênior Daniel Smith explicou como o jogo foi influenciado por Zelda.

Acho que, no geral, nossa fórmula em Blind Forest foi: ‘Vamos criar a melhor experiência de design e jogabilidade que pudermos, os melhores recursos visuais, a melhor música. Então, estamos tentando levar a fórmula adiante, mas apenas aumentá-la. Ok, vamos realmente melhorar todos os melhores aspectos de Blind Forest. Eu acho que uma das coisas que realmente melhorou em nossa fórmula original é que Blind Forest, apesar de ser um mundo aberto, era mais ou menos linear; você sempre teve uma missão pela frente para fazer. Em Ori and the Will of the Wisps, estamos realmente incorporando muito mais elementos de RPG, não apenas em termos de progressão de personagem, porque isso é muito único, mas equipando esses diferentes fragmentos e especialmente o seu combate – isso é muito recente para esta IP. Mas, mesmo assim, temos um novo sistema de missões no mapa.

Há uma forte influência de Zelda desta vez. E, assim, as missões principais não são apenas um pouco menos lineares, como você pode escolher um caminho específico em vez de outro. Agora existem missões opcionais e tentamos colocar muita personalidade nas missões opcionais. Expandimos muito o elenco de personagens e, portanto, muitas das missões opcionais têm um peso emocional. E sinto que essa qualidade, essa qualidade emocional, é realmente como Ori está tentando realmente celebrar o gênero Metroidvania e forçá-lo ainda mais, para realmente ser diferenciado. Antes do Blind Forest, eu não conhecia muitos outros metroidvanias que faziam as pessoas chorarem.

Você está entusiasmado com Ori and the Will of the Wisps? Deixe-nos saber nos comentários e confira abaixo uma nova jogabilidade impressionante capturada por Rock, Paper, Shotgun.

Tradução da fonte:wccftech