Mike Ybarra questiona imparcialidade da imprensa e de jogadores após a compra da Bethesda pela Microsoft

Se fosse do outro lado, a mensagem seria a mesma?

Mike Ybarra trabalhou durante 20 anos na Microsoft, e foi uma das principais figuras do Conglomerado Xbox, agora chamado Microsoft Gaming and Entertainment, e em 2019 mudou-se para a Blizzard e iniciou uma nova fase da sua carreira, mas continua a comentar o que se vai passando na indústria.

Após o gigantesco anúncio da aquisição da Bethesda pela Microsoft, Ybarra reagiu no Twitter e deu os parabéns a toda equipe de Xbox pelo que certamente “teria sido um épico anúncio durante a E3”, mas deixou uma farpa para parte da imprensa e jogadores devido às suas reações.

Ybarra diz que leu apelos de jogadores e da imprensa para que o Xbox permita o lançamento de jogos da Bethesda em outras plataformas, e acredita que isso é altamente hipócrita, questionando se veríamos isso se fosse outra empresa comprando a Bethesda.

“Que anúncio! Parabéns ao pessoal do Xbox pela enorme aquisição. Parabéns para a Bethesda por um negócio incrível. Muito bem feito, será uma total revolução a diversos níveis. Será divertido ver,” comentou Ybarra.

“Muitos fãs/imprensa estão dizendo ‘Bethesda não torne os jogos exclusivos (temporários ou definitivos).’ É algo que compreendo. Mas fico pensando se os lugares fossem invertidos, a mensagem seria a mesma? #Agressivo,” diz Ybarra.

O ex-membro da equipe Xbox não teve problemas em criticar a sua antiga companhia no seu Twitter pessoal, algo que já lhe causou problemas com a comunidade do Xbox, mas sempre demonstrou que falaria abertamente sobre toda a indústria e sem problemas em criticar.

Agora, coloca as miras nos fãs e imprensa, no que aparentemente parece ser uma questão sobre se as reações seriam as mesmas se a Bethesda tivesse feito negócio com a PlayStation?

Lembramos que Phil Spencer já alertou como ficarão as programações futuras da Bethesda. Todos os jogos da empresa a partir de agora desde o seu lançamento virão para o Xbox Game Pass, e são lançados para os Xbox Series X|S e Windows 10, com a possibilidade de talvez levar alguns títulos para outras plataformas, dependendo de qual jogo for.

Fonte:eurogamer