Siga-nos:

Microsoft terá de pagar US$ 3 bilhões para Activision Blizzard se aquisição não for aprovada

Caso a aquisição da empresa não seja aprovada

A aquisição da ZeniMax Media (um conglomerado composto por 8 estúdios) oela Microsoft, que já havia causado um grande alvoroço no momento em que foi anunciado, foi ultrapassado em pouco tempo, pois na manhã de 18 de janeiro a Microsoft confirmou que está comprando a Activision Blizzard por quase US$ 70 bilhões e os inserindo na crescente divisão Xbox (Microsoft Gaming).

Como informado por Jason Schreier da Bloomberg, é provável que operações de aprovação e regulamentação semelhantes a das que houveram para a compra da ZeniMax também sejam realizadas por ocasião da aquisição da Activision Blizzard, economicamente falando dez vezes maior que a da dona de The Elder Scrolls, DOOM e Fallout.

Na verdade, a compra é um movimento cujas consequências têm todo o potencial de reverberar nos próximos anos e inevitavelmente abalar o equilíbrio do mercado dentro da indústria de jogos, pois como você deve saber, até o final de 2021 a Activision Blizzard era a editora e distribuidora de jogos eletrônicos Third-party com maior valor de mercado em toda a América e Europa, perdendo esse ponto apenas no final daquele ano, quando foi ultrapassada pela Roblox Corporation.

O conhecido analista da Niko Partners, Daniel Ahmad, explicou o que poderia acontecer se a legislação antimonopólio atrapalhasse a compra da Microsoft. Conforme informado pelo analista, a dona do Xbox terá que pagar US$ 3 bilhões em favor da Activision Blizzard caso o negócio não receba todas as aprovações necessárias.

Além disso, Tom Warren do The Verge, lembrou-nos que “a Microsoft ainda não ‘possui’ nada”, uma vez que hoje apenas manifestou a sua intenção de que irá comprar a Activision Blizzard. A aquisição, que apontamos ser muito mais cara do que a da ZeniMax, terá de ser aprovada pelos órgãos competentes, um procedimento que, salienta Warren, poderá levar “até a 18 meses”. Até lá, as duas empresas continuarão a operar de forma independente.

A Activision, por sua vez, não está indo bem. Nos últimos meses, a estrutura interna da empresa mudou drasticamente em resposta à grave reclamação apresentada pelo Departamento da Califórnia, que acusou a Activision de assédio e maus-tratos a seus funcionários.

De acordo com o Wall Street Journal (WSJ), ontem mesmo quase 40 funcionários foram afastados totalmente da empresa por má conduta em trabalho. De acordo com Warren, “o Xbox pretende garantir que a Activision Blizzard corrija todos os seus problemas o mais rápido possível”. Será que a Microsoft é a solução para todo esse caos envolta da empresa?

Fonte:gamevicio