Siga-nos:

Microsoft tem US$ 60 bilhões após compra Activision Blizzard para novas aquisições

A empresa confirmou que continuará adquirindo empresas

Mal completou um mês desde que a Microsoft anunciou a aquisição da Activision Blizzard por quase US$ 70 bilhões, que por sinal é a compra mais cara que a empresa já realizou em toda sua história, e parece que ela já está preparando terrano para outras no futuro.

O CEO da Microsoft, Satya Nadella, está em uma grande maratona de compras, em uma recente entrevista, ele delineou todas as compras mais importantes que a Microsoft realizou sob sua gestão até então, relembrando que a empresa comprou a Xandr da AT&T no final do ano passado por US$ 1 bilhão.

A empresa também desembolsou quase US$ 20 bilhões para a empresa de software em nuvem Nuance Communications no início de 2021 (essa aquisição está quase completa, faltando pouco para todos os órgãos regulatórios aprovarem-a completamente).

Nadella também diz que os videogames hoje são um dos pilares da Microsoft, relembrando as aquisições da desenvolvedora de Minecraft, Mojang Studios, por US$ 2,5 bilhões em 2014, a ZeniMax Media por US$ 8 bilhões, bem como as compras da rede de mídia social LinkedIn Corporation em 2016. O negócio do LinkedIn foi anteriormente o maior aquisição de todos os tempos pela Microsoft, com um valor de US$ 26,2 bilhões.

Agora, há relatos de que a Microsoft está procurando comprar a Mandiant, a empresa de software de segurança cibernética anteriormente conhecida como FireEye, atualmente avaliada em cerca de US$ 4,5 bilhões.

O CEO da Mandiant, Kevin Mandia, disse na teleconferência de resultados da empresa com analistas na semana passada que não comentará rumores ou especulações. A Microsoft também não fez comentários.

De acordo com o CNN, a Microsoft tinha cerca de US$ 130 bilhões em caixa em 2021, e ainda terá cerca de US$ 60 bilhões sobrando após a conclusão da compra da Activision Blizzard.

O negócio de segurança cibernética é uma das principais áreas de foco da Nadella. No ano passado, a Microsoft comprou várias startups de segurança, incluindo CloudKnox Security, RiskIQ e CyberX.

“O cibercrime é a ameaça número um que todos os negócios enfrentam hoje”, disse Nadella durante a mais recente teleconferência de resultados da Microsoft com analistas no mês passado.

Ele acrescentou que a receita de segurança cibernética da Microsoft superou US$ 15 bilhões nos últimos 12 meses, um salto de 45% em relação ao ano anterior.

A diretora financeira da Microsoft, Amy Hood, também observou em uma teleconferência com analistas após o anúncio do acordo da Activision Blizzard que a empresa está procurando realizar ainda mais negócios de aquisição como este (e outros meios do entretenimento), onde a Microsoft pode disse que isso será de grande valor para “agregar valor exclusivo aos usuários ou a comunidade”.

Ela não citou nenhum setor que a empresa pudesse ter como alvo além dos jogos, que está presente com o Xbox desde 2001. A Microsoft não é a única empresa em busca de negócios no ramo, uma vez que no mesmo mês que a empresa anunciou a compra da Activision Blizzard, a Take-Two anunciou a compra da Zynga por US$ 12,7 bilhões e a PlayStation comprou a Bungie por US$ 3,6 bilhões.

Fonte:gamevicio