Siga-nos:

Microsoft fecha contrato com Exército dos EUA por US$ 21 bilhões

Para disponibilizar HoloLens

A Microsoft assinou um contrato para fornecer ao Exército dos EUA headsets baseados nos Microsoft HoloLens.

O contrato pode valer até US$ 21,88 Bilhões em 10 anos, e a CNBC informa que envolverá o fornecimento de 120.000 Headset’s pela Microsoft. A fabricante de software tem trabalhado em estreita colaboração com o Exército desde 2018, e os soldados têm testado os Headset’s do Sistema de Aumento Visual Integrado (IVAS) nos últimos dois anos.

Esses dispositivos combinam sensores noturnos, térmicos e de soldados de alta resolução em um display heads-up.

“O sistema também aproveita a realidade aumentada e o aprendizado de máquina para permitir um ambiente de treinamento de realidade mista realista para que a Força de Combate Próximo (CCF) possa ensaiar antes de enfrentar qualquer adversário”, diz um comunicado do Exército dos EUA.

Em fevereiro, o Exército revelou como uma versão mais recente e mais robusta de seu display heads-up pode permitir que os operadores de veículos blindados vejam através das paredes de, por exemplo, um veículo de combate Bradley.

Uma versão anterior foi criticada pelo fraco desempenho do sensor e do GPS, mas você pode ver que o design mudou bastante. A Microsoft ganhou inicialmente um contrato de US$ 479 Milhões para fornecer ao Exército dos EUA uma versão de seu fone de ouvido de realidade aumentada HoloLens em 2018.

Foi um movimento que encontrou forte resistência de alguns funcionários da Microsoft, forçando o CEO Satya Nadella a responder. Os casos não impediram o Departamento de Defesa dos Estados Unidos e a Microsoft de trabalharem juntos neste novo Headset.

“A Microsoft trabalhou em estreita colaboração com o Exército dos EUA nos últimos dois anos e, juntos, fomos os pioneiros no Projeto Centrado no Soldado para permitir a prototipagem rápida de um produto para fornecer aos soldados as ferramentas e recursos necessários para cumprir sua missão”, disse Alex Kipman, inventor do HoloLens.

O Microsoft HoloLens não viu nenhuma mudança significativa de hardware desde a segunda versão do headset de realidade mista da Microsoft, lançado em 2019.

A Microsoft tem aprimorado gradualmente o lado do software de seus HoloLens, juntamente com melhorias de gestos. Recentemente, isso foi expandido para incluir o Microsoft Mesh, a visão da empresa para suportar o que a Microsoft chama de “holoportation”, permitindo que as pessoas apareçam como elas mesmas em um espaço virtual.

Embora a onda inicial de realidade aumentada e fones de ouvido semelhantes, como o HoloLens, Google Glass e Snapchat Spectacles, tenham transformado seus modelos de negócios de usuários finais em aplicações comerciais, industriais e militares, as coisas parecem estar esquentando novamente no espaço.

Fonte:cnbc

COMPARTILHAR