Microsoft é processada por problemas de Drift do controle Xbox Elite Series 2

Não só de Joy-Cons vivem os Tribunais

A Microsoft começou a enfrentar uma ação coletiva no início do ano que alegou que os controles de Xbox One estavam sofrendo de um caso generalizado de problemas de Drift. Esse processo em andamento agora foi alterado para incluir a mais recente linha Xbox Elite Series 2, de controles sem fio.

De acordo com um relatório da VGC na manhã de hoje, sete querelantes adicionais se apresentaram no Tribunal dos Estados Unidos para o Distrito Ocidental de Washington para que o caso seja levado a um júri para tratar de defeitos que afetam vários modelos de controladores Xbox One, incluindo Elite Series 2 bem como o antigo Elite Series 1.

O processo alega que:

“Um grande volume de consumidores tem reclamado sobre o drift do stick nos controles do Xbox One desde, pelo menos, 2014.”

No entanto, apesar das reclamações registradas, a Microsoft:

“Não divulgou o defeito e se recusa rotineiramente a consertar os controles gratuitamente quando o defeito se manifesta”.

O processo argumenta ainda que a Microsoft sabia sobre os defeitos derivados de antemão ou foi informada pelos usuários. Os demandantes experimentaram problemas de drift em vários controles Elite Series, incluindo a última linha Elite Series 2, bem como os controles de Xbox One normais.

Os controles da série Elite foram promovidos pela Microsoft para oferecer a máxima precisão como os controles de jogos mais avançados do mundo. O processo aponta que o público tem o direito de saber se tais alegações são fraudulentas e, portanto, a Microsoft deveria pelo menos alertar os consumidores sobre um defeito de design em seus produtos.

A causa raiz parece ser:

“Uma falha de design conhecida e relacionada a um lubrificante semelhante a graxa, que faz com que o material resistivo seja raspado de uma trilha curva para causar movimento indesejado sem intervenção do usuário.”

A Microsoft, entretanto, não transmitiu nenhum reconhecimento oficial sobre a reclamação. A Microsoft não está sozinha em detectar defeitos. A Nintendo também tem enfrentado ações judiciais coletivas por drift nos controlos Joy-Con.

Em uma reviravolta semelhante nos acontecimentos, um processo anterior foi alterado para forçar a Nintendo a redesenhar os controles Joy-Con para o Nintendo Switch.

A Nintendo também foi acusada no tribunal por “obsolescência planejada”, o que significa que a Nintendo projetou intencionalmente os controles Joy-Con para quebrarem, de modo que os jogadores frequentemente comprassem peças de reposição.