Jogos em 8K no Xbox Series X dependerá se os desenvolvedores desejam fazer sacrifício

Diz Franciso Aisa Garcia, engenheiro da The Initiative.

A Microsoft e a Sony mencionaram que seus respectivos consoles de última geração são capazes de atingir resoluções de até 8K – mas muitos não estão convencidos. Esse ceticismo é justo, porque as empresas não cumprirem promessas sobre seus novos consoles é uma tradição conhecido na indústria.

A Sony, por exemplo, afirmava que o PS4 seria capaz de atingir 4K, mas somente no PS4 Pro que finalmente conseguiu realizar isso (e mesmo assim, na maioria das vezes, não conseguia em resolução nativa). Levando isso em conta, devemos levar a sério as promessas de 8K com o PS5 e Xbox Series X?

Recentemente, o site GamingBolt teve a oportunidade de conversar sobre a próxima geração com Franciso Aisa Garcia, um ex-funcionário da Naughty Dog e Rockstar, que agora trabalha como Engenheiro Sênior de Gameplay em um projeto misterioso no mais novo estúdio first party da Microsoft, The Initiative. Questionado sobre sua opinião quanto ao 8K, especialmente da perspectiva de um desenvolvedor, de acordo com Garcia, se o PS5 e o Xbox Series X podem ou não atingir os 8K depende inteiramente dos desenvolvedores.

Garcia explicou que, embora ambos os consoles sejam tecnicamente capazes de alcançar 8K, para atingir esse objetivo, os jogos podem ter que fazer sacrifícios em outras áreas – o que está longe de ser algo inédito no desenvolvimento de jogos – portanto, se os jogos atingem ou não essa resolução dependerá de quanto os seus desenvolvedores estão dispostos a alcançar isso.

Para ser honesto, é difícil dizer, porque, se você estivesse falando sobre o PS4 poder alcançar 4K, ele consegue, se trata mais sobre onde você deseja traçar seus limites. Se você pressionar muito outras áreas, por exemplo, aumentar para 4K será difícil, pelo menos se você quiser fazer de forma nativa. Portanto, é sempre uma questão de troca – até onde você quer ir e qual o benefício que você obtém ao ir atrás do 8K?

Garcia acrescentou que isso também será válido para os próximos consoles, embora os desenvolvedores possam ir atrás do 8K, se assim o desejarem, terão que fazer sacrifícios em outras áreas. Garcia espera que o foco, em vez disso, mude para uma taxa de quadro mais alta e consistente.

Minha especialidade é no gameplay e IA, não os gráficos, então não posso dizer com certeza, mas sei que esses consoles são capazes. Penso que, do meu ponto de vista, se trata mais sobre onde você deseja traçar a linha. Você prefere ir atrás do 8K, mas sacrificar outras áreas? Ou você prefere focar nessas áreas, mas reduzir os gráficos para 4K? É muito parecido com a taxa de quadros. Pessoalmente, acho que a maioria dos jogos devem ir atrás dos 60fps, mas é uma troca. Você prefere ter 60fps e sacrificar outras coisas? Ou o contrário?

Não é novidade para ninguém que, alguns meses antes do lançamento de novos consoles, as fabricantes de hardware exageram um pouco com suas promessas, e embora possam ser reais no papel, não vemos elas serem cumpridas até alguns anos depois de vida do console (no mínimo).

O 8K pode certamente ser uma perspectiva interessante, mas como o 4K nem sequer sendo o padrão da indústria no momento, é difícil imaginar o 8K se tornando muito utilizado tão cedo. Como Garcia disse, esperamos que os desenvolvedores usem o poder adicional que lhes é proporcionado por um hardware melhor para se focarem no desempenho e não na resolução.

O chefe do Xbox, Phil Spencer, disse que é isso que a Microsoft quer fazer com o Xbox Series X, por isso estamos otimistas. Já estamos vendo provas disso em alguns jogos da próxima geração. DiRT 5 apresentará um modo de 120 FPS no PS5 e no Xbox Series X, enquanto Gears 5 terá como alvo 120 FPS no modo multiplayer no Xbox Series X. Enquanto isso, o produtor de Gran Turismo, Kazunori Yamauchi, falou recentemente que deseja atingir 120 FPS ou até mesmo 240 FPS no futuro.