Jogadores de Xbox Series X precisam lidar com as configurações gráficas de jogos

Welcome to the PC party.

Agora que o Xbox Series X foi lançado, o círculo está completo: um jogo do Xbox agora apresenta um menu completo de opções gráficas no estilo PC, completo com vários níveis de qualidade de sombra, filtragem anisotrópica e a capacidade de desligar o motion blur.

O jogo em questão é Bright Memory desenvolvido na China, e a tela foi vista por Matt Brown, editor de nosso site irmão Windows Central, que o postou no Twitter.

Bright Memory, do estúdio de um homem só, FYQD, foi lançado para PC no ano passado e foi refeito para o Xbox Series X. Ele combina uma história um tanto complicada envolvendo espadas de 1.000 anos, ressuscitar os mortos, uma enorme organização terrorista, transportadores quantum e uma ilha flutuante para um jogo de hack ‘n’ slash baseado em combos.

E também armas, porque aparentemente as espadas não eram suficientes. Ele roda na Unreal Engine 4 e parece divertido.

Não é sempre que o mundo dos jogos para PC retorna para a consoleland – geralmente é o contrário – mas conforme os dois se tornam cada vez mais próximos em termos de arquitetura, provavelmente veremos esse tipo de coisa com mais frequência. Ter a opção de escolher entre beleza e taxa de frames é um movimento positivo para os jogos, mas afasta o ideal original dos consoles; que é uma experiência de jogo plug-and-play para todos.

É talvez tão interessante que, assim como nós, jogadores de PC, aceitamos mais os controles, como o novo e épico DualSense no PS5, os jogadores de console também estão vendo os benefícios dos sistemas de controle típicos de PC. Como parte de sua acessibilidade, a Ubisoft habilitou o suporte a teclado e mouse em Assassin’s Creed Valhalla, e eles funcionam brilhantemente no Xbox Series X.

Fonte:pcgamer