Siga-nos:

Hideki Kamiya brinca com a possibilidade de Scalebound sair para Xbox

A PlatinumGames está passando por uma fase transitória de apenas um estúdio que produz jogos para se tornar uma editora independente graças a um investimento milionário que a empresa recebeu em 2020 pela Tencent, e alguns vestígios disso já foram vistos.

Recentemente a empresa confirmou que Atsushi Inaba será seu novo CEO, bem como anunciou a abertura de uma sede em Tokyo, onde ajudará o estúdio a ter uma capacidade de funcionários e poder trabalhar melhor em múltiplos projetos em paralelo. Em seu Twitter, Hideki Kamiya, um dos diretores do estúdio e um dos nomes mais famosos na indústria de jogos japonesa, mostrou um pouco do espaço na nova sede, e com ele, algumas flores deixadas como presente para o estúdio.

Compartilhando alguns dos nomes que fizeram tal ação, Kamiya mostrou um buquê de Phil Spencer, CEO da Microsoft Gaming (Xbox), e respondendo a tal gesto, o criador de Devil May Cry e Bayonetta agradeceu pelo presente do executivo e fez uma comentário provocativo em forma de brincadeira, dizendo que gostaria “trabalhar juntos outra vez”.

Caso não saiba, a relação da Microsoft com a PlatinumGames não é das melhores. Em 2014, ambas empresas formaram uma parceria para criação de uma Nova IP exclusiva de Xbox One, cujo foi batizado de Scalebound. O projeto pretendia ser um RPG de Ação com elementos de Hack ‘n Slash em mundo-aberto, onde controlariamos o protagonista Drew, que tinha um dragão chamando Thuban como companheiro. Na aventura, seria possível realizar comandos de ação e exploração para Thuban, além do jogo suportar cooperativo 4v4.

3 anos após ser anunciado, em janeiro de 2017 foi oficialmente confirmado que Scalebound estava sendo cancelado. Na época o anúncio causou uma grande polêmica na internet, e muito foi discutido sobre “de quem é a culpa”.

De acordo com relatórios daquele período, a Platinum estava sofrendo para conseguir trabalhar ao mesmo tempo em Scalebound e NieR Automata, e o uso da Unreal Engine 4 no jogo de dragão supostamente não estava sendo tão efetivo para a estrutura tecnológica de sandbox que o projeto almejava alcançar.

Em novembro do ano passado, Kamiya se desculpou a Microsoft pela falha em tornar o jogo em realidade, citando que a equipe e estrutura da PlatinumGames não eram suficientes para as ambições de Scalebound. Algumas semanas depois, o diretor disse que com a experiência atual do estúdio e o hardware dos Xbox Series X|S, seria possível fazer o jogo sair do papel.

O projeto foi dito como um dos “maiores sonhos da Platinum” e originalmente seria protagonizado por uma caçadora mulher e seria focado em dinossauros, sendo pensado para o Wii. Já naquele período as coisas deram errado devido a tecnologia insuficiente, e isso voltou a se repetir na tentativa de fazer o projeto ganhar vida no Xbox One.

Segundo foi informado pela PlatinumGames, seu grande lançamento de 2022, Bayonetta 3, incorporará alguns desses elementos de gameplay que estariam em Scalebound, dando maiores formas dos jogadores realizar ataques. O jogo foi anunciado no The Game Awards 2017, e chega em exclusivo ao Nintendo Switch.

Quanto ao Scalebound, a IP do jogo pertence a Microsoft, portanto, para que o projeto ressurja das cinzas, dependerá se a dona do Xbox está disposta a financia-lo outra vez. Pelo menos a curto prazo, Phil Spencer disse em entrevista ao IGN em 2020 que a Xbox Game Studios não pensa em reviver o jogo.