Siga-nos:

EA pode ser alvo de compra pela Sony

As recentes grandes aquisições de jogos, incluindo a proposta de aquisição da Zynga pela Take-Two por US$ 12,7 bilhões e o iminente acordo de US$ 68,7 bilhões da Microsoft pela Activision Blizzard, estimularam alguns analistas a acreditar que outras grandes aquisições poderiam estar na mesa.

O The Hollywood Reporter cita analistas descrevendo seus pensamentos sobre possíveis alvos de aquisição, incluindo a Electronic Arts (EA). Analistas da empresa de pesquisa Enders disseram que a Sony pode ver a EA como “provavelmente a favorita” para uma aquisição. Eles mencionam como a EA atualmente tem um valor de mercado de cerca de US$ 37 bilhões, então a Sony pode tentar comprar a Ubisoft ou a Take-Two por um preço “muito mais barato”.

Outra empresa de pesquisa, a Handler, disse que a Disney pode comprar a EA.

“Uma ótima maneira de a Disney construir seu futuro digital e do [CEO] Bob Chapek sair da sombra de Bob Iger seria comprar a EA”, disse Handler.
“Combinar a EA Sports com a ESPN pode criar muitas oportunidades únicas, como um verdadeiro metaverso esportivo.

Handler continuou dizendo que a Disney tem uma questão existencial a considerar:

“A Disney quer ser uma mídia antiga ou nova? Os videogames são uma indústria global de US$ 200 bilhões e está crescendo.”

A Disney não desenvolve mais jogos diretamente, mas administra um negócio de licenciamento para videogames. Recentemente, a EA anunciou mais 3 jogos de Star Wars vindo pelo estúdio de Titanfall e Apex, a Respawn Entertainment.

Além disso, a Ubisoft está desenvolvendo seu próprio novo jogo de Star Wars de mundo aberto, enquanto a Zynga está fazendo um shooter free-to-play chamado Star Wars: Hunters. Um remake de Knights of the Old Republic também está em andamento para PS5 e PC da Aspyr Media, enquanto a Quantic Dream está fazendo seu próprio jogo de Star Wars, Eclipse.

Por fim, há Indiana Jones, um novo jogo da franquia em desenvolvimento na Xbox Game Studios pela MachineGames e sob a produção executiva de Todd Howard da Bethesda Game Studios, autor das séries The Elder Scrolls e Fallout.

O artigo também cita Clay Griffin, da MoffettNathanson, que disse ao THR que as empresas de jogos em geral são candidatas atraentes hoje em dia para aquisições, devido ao crescimento geral dos jogos. Não apenas isso, mas as grandes empresas de tecnologia com bolsos profundos podem querer conquistar as editoras de jogos como parte da corrida para criar um metaverso.

“Não é uma posição irracional alegar que as editoras de jogos são candidatos atraentes a fusões e aquisições para grandes empresas de tecnologia que têm força financeira para fazer o metaverso acontecer, mas talvez não tenham propriedade intelectual pronta ou competência principal na produção de conteúdo de jogos que será necessária para a aceitação do mercado de massa”, disse Griffin.

Tudo isso é puramente especulativo por enquanto, mas para a Sony em particular, muitos estão se perguntando como a empresa pode responder a aquisição da Activision Blizzard pelo Xbox, se for necessário. O preço das ações da Sony sofreu um grande golpe depois que o acordo da Microsoft com a Activision Blizzard foi anunciado, derrubando US$ 20 bilhões do valor de mercado da Sony.

Fonte:gamevicio