Criador de ‘Gears of War’ diz que fazer jogos quase o matou

Diz ainda não estar disposto á voltar para a Indústria de Videogames

A carreira de Cliff Bleszinski é repleta de sucessos, mas nos últimos anos nada deu certo.

Depois de trabalhar em nomes como Unreal, Unreal Tournament e Jazz Jackrabbit, e ser o criador de Gears of War, CliffyB viu LawBreakers e Radical Heights falharem, e eventualmente sua Boss Key Productions entrou em colapso.

A vida dos desenvolvedores não é simples, muito menos a daqueles que se comprometem em dirigir, tornando-se os principais culpados de um sucesso ou de um fracasso.

Por isso, no momento Bleszinski não tem intenção de voltar a fazer um videogame, atividade que ele diz quase o matou.

Ele mesmo relatou o fato em resposta a um fã que clamava por um novo jogo sendo feito por ele:

“Agradeço o fato de você ser um fã. Ganhei dinheiro suficiente para ter a liberdade de não fazer isso de novo. Vinte e cinco anos neste negócio e quase me matou.”

“Sou grato pelo meu tempo na indústria. Não quero voltar. Se eu voltar, então terá que ser 100% em meus termos.”

Ele acrescentou:

“Estou falando sério, tenho pressão alta e problemas estomacais graves, algumas coisas são estressantes.”

A intervenção de Bleszinski alimentou ainda mais um dos debates mais acalorados dos últimos anos, nomeadamente o relativo à insustentabilidade do horário de trabalho e à prática do Crunch-Time.

Este que tem sido documentado com inúmeros testemunhos de programadores de várias realidades, da Rockstar Games até a CD Projekt RED, depois da Bungie á Naughty Dog e 343 Industries.

Fonte:everyeye