Chefe do Xbox diz não ter planos para lançar qualquer jogo da Bethesda para PS5

Disse também ser possível recuperar os US$ 7,5 bilhões sem lançar The Elder Scrolls VI no PlayStation

Phil Spencer, Chefe do Xbox disse em entrevistas anteriores que os acordos existentes envolvendo jogos ZeniMax ainda seriam honrados, sugerindo que algo como o jogo de viagem no tempo Deathloop ainda viria primeiro para o PS5, conforme anunciado anteriormente. Além disso, os fãs se perguntam se os jogos do ZeniMax serão apenas para Xbox e PC. Em outras palavras, eles se perguntaram se o PlayStation iria parar de receber Fallouts e perder a sequência de Skyrim.

Em setembro, a Microsoft disse que estava comprando a ZeniMax, a empresa-mãe da Bethesda, Id Software e outros estúdios de primeira linha, que produzem nomes como Fallout, The Elder Scrolls e Doom.

É estranho falar com um fabricante de console sobre o lançamento de dois consoles ao mesmo tempo, mas é ainda mais estranho falar com eles sobre uma empresa de jogos que acabou de comprar por US$ 7,5 bilhões. Esses são os tempos peculiares em que estamos.

A compra planejada imediatamente reforçou a lista de estúdios internos da Microsoft. O negócio encerrará a maratona de compras de uma geração da empresa, uma tentativa de conter as repetições das rivais Sony e Nintendo, que há muito são consideradas como tendo operações internas de criação de jogos mais fortes. A lista expandida de jogos também dá à Microsoft muito mais conteúdo para agrupar em seu popular serviço de assinatura Game Pass estilo Netflix e oferecer via xCloud, o serviço de streaming de jogos da empresa que permite aos jogadores acessar jogos remotamente e jogá-los em telefones, tablets e outros dispositivos.

É possível recuperar um investimento de $ 7,5 bilhões se você não vender Elder Scrolls VI no PlayStation?

Sim, Spencer respondeu rapidamente.

Então ele fez uma pausa.

Não quero ser sacana sobre isso, acrescentou. Este acordo não foi feito para tirar jogos de outra base de jogadores como essa. Em nenhum lugar da documentação que reunimos estava: Como evitamos que outros jogadores joguem esses jogos? Queremos que mais pessoas possam jogar, e não menos pessoas possam jogar. Mas também direi no modelo – estou apenas respondendo diretamente à sua pergunta – quando penso sobre onde as pessoas vão jogar e o número de dispositivos que tínhamos, e temos xCloud, PC e Game Passe e nossa base de console, eu não tenho que colocar esses jogos em qualquer outra plataforma além das plataformas que oferecemos suporte para fazer o negócio funcionar para nós. O que quer que isso signifique.

Nós sabemos que a Microsoft fez uma grande compra de estúdio e manteve sua nova franquia multiplataforma antes. Isso é o que eles fizeram com Mojang e seu jogo Minecraft. Portanto, não seria estranho ver um Fallout 5 no PlayStation 5. Por enquanto, Spencer disse que as plataformas para os jogos ZeniMax futuros serão determinadas caso a caso. E mesmo se eles fizerem os jogos multiplataforma, a equipe de Spencer ainda pode se gabar de uma vantagem: os jogos do ZeniMax poderiam ser vendidos pelo preço total no PlayStation, mas oferecidos com um grande desconto na plataforma Xbox como parte da assinatura do Game Pass de $10/mês, um negócio ótimo que já concede aos jogadores acesso no dia do lançamento a todos os novos jogos publicados pela Microsoft.

Fonte:kotaku