CEO da PlayStation acredita que o Xbox Series S não terá grandes resultados

Consoles com especificações mais fracas não conquistam os jogadores

A Sony ponderou apresentar um PS5 com especificações inferiores, uma alternativa para os consumidores ao estilo do que a Microsoft fez com o Xbox Series S, mas temeu que seria um produto problemático.

Jim Ryan, CEO do PlayStation, admitiu que pensaram nessa possibilidade, mas a pesquisa que a divisão efetuou revelou que consoles com especificações reduzidas, mesmo a preço reduzido, não têm bons resultados.

Segundo Ryan comentou numa recente entrevista com o japonês AV Watch, essa abordagem não seria a melhor para a companhia, apesar de respeitar os planos da concorrência.

“A primeira coisa que quero dizer é que respeito a decisão e filosofias da concorrência. O preço é claramente um fator muito importante. Respeitamos as estratégias competitivas das outras companhias. No entanto, estamos totalmente dedicados e acreditamos na nossa atual estratégia e no efeito que terá.”

“Uma coisa que pode ser dita é que se olhar para a história no negócio dos jogos, criar um console especial de baixo preço, com especificações reduzidas é algo que não teve bons resultados no passado. Pensamos nessa opção e vimos outros executivos que tentaram isto, descobrir o quão problemática é.”

Ryan diz que a pesquisa efetuada revela que as pessoas que querem comprar um console querem usá-la durante 4 ou até mesmo 7 anos, “querem acreditar que comprar algo resistente ao futuro e não ficará datada dentro de 2 a 3 anos.”

Apesar de apresentar dois modelos do PS5, a única diferença será o leitor de discos físicos e as especificações são iguais, enquanto a Microsoft lançará o Xbox Series S por 299 euros, mais fraco do que o Xbox Series X de 499 euros. Duas estratégias diferentes e caberá ao futuro dizer se Ryan tem razão.

Fonte:eurogamer