Call of Duty Black Ops Cold War permitirá que os jogadores usem os inimigos como Escudo Humano

Também poderão esfaqueá-los ou chicotear os inimigos em combate

A franquia Call of Duty não é estranha à violência exagerada, mas Call of Duty: Black Ops Cold War introduz um novo nível de brutalidade ao permitir que os jogadores usem soldados inimigos como escudos humanos.

Call of Duty: Black Ops Cold War já parece prestes a gerar polêmica, com o material de marketing inicial parecendo apoiar as teorias de conspiração e enviar jogadores para cometer crimes de guerra durante o período da Guerra Fria.

A produção em desenvolvimento pela Sledgehammer, Raven Software, Treyarch e Beenox apresenta uma grande variedade de personagens favoritos dos fãs que retornam dos títulos originais dos COD: Black Ops.

Alex Mason, Jason Hudson e Frank Woods são os três personagens mais icônicos que estão retornando ao lado de outros rostos familiares. Além disso, os jogadores podem esperar um enredo profundo em par com os títulos anteriores de Call of Duty: Black Ops.

Há também novas adições à série, como um Modo de História com Finais Alternativos, um Criador de Personagem, um Sistema de Progressão em RPG, Missões Secundárias e um mundo Semi-Aberto. Mas isso não é tudo que está vindo de novidades para Call of Duty: Black Ops Cold War.

De acordo com a classificação ERSB para Call of Duty: Black Ops Cold War, os jogadores serão capazes de usar os inimigos como escudos humanos. Um pequeno trecho da classificação da ESRB diz:

“Os jogadores têm a habilidade de esfaquear ou chicotear inimigos de perto, ou usá-los como escudos humanos em combate e para se movimentar entre coberturas.”

Clique para ver a imagem em tamanho original

Parece que a maioria das classificações etárias de Black Ops Cold War está focada na campanha Single-Player, o que levanta algumas dúvidas sobre a nova capacidade. Principalmente, os jogadores serão capazes de usar corpos como escudos humanos em modos fora da campanha?

Também será importante ver se a habilidade está limitada a uma parte específica da campanha ou se é um recurso que pode ser usado a qualquer momento, o que pode fazer com que o jogo adquira um tom muito diferente.

Seria divertido se este novo conceito fosse integrado em todos os modos, incluindo Zumbis e o Multi-Jogador Online. Usar o companheiro de equipe do oponente como escudo seria absolutamente desmoralizante no jogo online e poderia gerar alguns vídeos ou momentos interessantes.

Até o lançamento de Call of Duty: Black Ops Cold War no final deste ano (ou pelo menos até o início do Beta), os jogadores terão apenas que refletir sobre como o novo recurso brutal do jogo irá se desenvolver.

Call of Duty: Black Ops Cold War está chegando em 13 de Novembro de 2020 para Xbox Series X|S, Xbox One, PC (via Battle Net) e PS4. Virá ao PS5 na data que o console for lançado.