Siga-nos:

Activision Blizzard espera trabalhar em jogos clássicos após compra pela Microsoft

Editora quer aproveitar melhor suas IPs dos últimos 40 anos, além de criar novas franquias

Durante a sua revelação de dados financeiros do último trimestre, a Activision Blizzard comentou um pouco sobre o que podemos esperar vir da empresa quando ela estiver efetivamente fazendo parte da divisão Xbox na Microsoft.

Já presente no mercado por mais de 40 anos, a editora é dona de algumas das principais franquias de jogos, como Call of Duty, WarCraft, Overwatch, Crash Bandicoot, Diablo e Candy Crush. No futuro, a empresa espera expandir essa IPs, bem como poder usufruir melhor de toda sua biblioteca de franquias que atualmente estão inativas.

Bobby Kotick, CEO da empresa, diz estar bastante empolgado com o futuro, dizendo que:

“À medida que olhamos para o futuro, com a escala e os recursos da Microsoft, estaremos mais bem equipados para aumentar as franquias existentes, lançar novas franquias em potencial e desbloquear a rica biblioteca de jogos que montamos ao longo de 40 anos.”

Phil Spencer, CEO de Xbox na Microsoft Gaming, informou ao The Washington Post semanas atrás que espera poder trabalhar em franquias como HeXen, StarCraft e King’s Quest (este último é uma IP da Activision após adquirir a Sierra Entertainment). Kotick também deu algumas entrevistas, dizendo ter um grande desejo de reviver Guitar Hero e Skylanders.

No quesito de estúdios, Spencer citou que espera reorganizar todas as subsidiárias da Activision e da Blizzard em projetos que os estúdios queiram trabalhar, ao invés de focá-los unicamente em uma ou duas franquias, um claro reflexo a questão da editora alocar seus 12 estúdios principais para trabalharem unicamente em Call of Duty.

Teremos mais novidades sobre isso em junho de 2023, quando a compra tiver sido completada e mais informações de ambas as partes forem publicadas para o público.

Fonte:gamevicio