A Versão de Xbox One do Halo Infinite pode ter sido cancelada

Seria devido aos problemas de Cyberpunk 2077 no Xbox One e PS4?

Halo Infinite pode ter abandonado a geração atual do Xbox One, focando apenas nas versões de 9° Geração do Xbox, ou seja, Xbox Series X|S, pelo menos de acordo com um currículo de um dos principais designers da 343 Industries, que no entanto ainda não pode ser tomado como fonte de certas afirmações.

Para trazer à tona o boato sobre a possibilidade de Halo Infinite ser um exclusivo do Xbox Series X|S, está o currículo de Chad Mirshak no LinkedIn, que é o líder de arte em relação à interface do usuário e gerente de design do novo capítulo da série na 343 Industries.

O currículo afirma que ele está “atualmente desenvolvendo o desenvolvimento de Halo Infinite no Xbox Series X|S e Windows 10”, após ter sido responsável por várias equipes dedicadas à interface do usuário e experiência do usuário por cerca de 10 anos na indústria de jogos.

Em suma, Mirshak parece ter um papel importante na 343 Industries e no desenvolvimento do Halo Infinite, portanto o currículo não estaria em questão, mas o que parece duvidoso é o fato de que a descrição poderia ser simplesmente parcial e omitir a versão do Xbox One por motivos de espaço ou interesse, preferindo focar em novas tecnologias.

Resumindo, as possibilidades de se pensar sobre a possível remoção da versão da geração atual de Halo Infinite, que portanto passaria exclusivamente para a próxima geração, são decididamente frágeis, considerando também como a Microsoft manteve por meses o conceito de cross-gen centrado em Halo Infinite.

Por outro lado, não seria a primeira vez que veríamos uma reversão deste tipo, considerando o curiosamente oposto feito pela Sony, com a descoberta dos vários títulos cross-gen que se pensava serem exclusivos da próxima geração.

É preciso dizer que muitos também veriam com bons olhos tal decisão da Microsoft: como relatamos há poucos dias, os problemas técnicos encontrados pelo Cyberpunk 2077 podem ser emblemáticos de uma dificuldade para tecnologias anteriores, de fazer projetos particularmente complexos funcionarem da melhor forma.